O Portal do Norte do Paraná
Política

Francisconi vai se apresentar no fórum de Rolândia hoje (23), afirma defesa

A defesa do prefeito afastado Luiz Francisconi Neto afirma que ele vai se apresentar na tarde desta quarta-feira (23) no fórum de Rolândia. O juiz determinou que o prefeito teria que se apresentar à Justiça dentro do prazo de 48 horas, a partir do recebimento do despacho judicial que, segundo o advogado de Francisconi, foi entregue na terça-feira (22).

A notificação do juiz foi emitida na quinta-feira (17) da semana passada, por causa da dificuldade da Comissão Processante (CP) em localizar o prefeito afastado para intimá-lo a prestar depoimento na investigação aberta contra ele na Câmara Municipal.

A CP tenta ouvir Luiz Francisconi há quase duas semanas. De acordo com o presidente da Comissão, o vereador Irineu de Paula (PSDB), foram várias tentativas para tentar encontrar o prefeito afastado, durante mais de uma semana. Francisconi também enfrenta um processo na Justiça por suposto recebimento de propina.

O presidente da CP afirma que o réu teria desrespeitado uma das medidas cautelares definidas pela justiça na ação apresentada pelo Ministério Público. Segundo Irineu, no mesmo dia em que foi informado da dificuldade em encontrar o prefeito, o juiz emitiu um despacho dando um prazo de 48 horas para Francisconi se apresentar ao judiciário.

Agora a Comissão Processante aguarda a notificação por meio do oficial de Justiça para que possa agendar o depoimento na Câmara, como define a legislação. O prazo para a conclusão da CP termina no dia 10 de fevereiro e falta apenas ouvir o prefeito afastado.

A defesa afirma que ele não prestou depoimento porque estava viajando com a família. O advogado Lucas Zanotti destaca ainda que Francisconi não desobedeceu nenhuma medida cautelar. Ainda de acordo com a defesa, o depoimento à CP deve acontecer até sexta-feira (25).

O prefeito afastado é investigado pela Operação Patrocínio, do Gaeco, sob a acusação de receber propina para favorecer uma empresa em um processo de licitação do aluguel de um barracão que pertencia ao antigo Instituto Brasileiro do Café (IBC). Além do prefeito afastado, dois ex-secretários municipais e empresários também são investigados.

Com informações da CBN Londrina.

Foto: Ricardo Chicarelli

 

Mais informações na programação da Rádio Cultura AM 930

Postagens relacionadas

IBGE adia data de divulgação dos novos dados do Censo 2022

Cobra News (User)

Gasto de brasileiros no exterior bate recorde e já é o maior desde 2019 mesmo antes do fim do ano

Cobra News (User)

STF decide que Congresso deve regulamentar a licença-paternidade

Cobra News (User)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais