O Portal do Norte do Paraná
Região

Secretaria de Saúde intensifica combate à dengue em Londrina

O trabalho de combate à dengue aumentou em Londrina. Nos bairros da região leste, a Secretaria de Saúde deu início à aplicação de veneno similar ao fumacê. A diferença é que os agentes de endemias carregam em bombas costais. O inseticida tem a função de matar o mosquito Aedes aegypti na fase adulta. “A diferença é que a aplicação é mais direcionada e feita dentro das casas. Já o fumacê tem maior alcance”, aponta o secretário de saúde Felippe Machado.

A aplicação começou na segunda-feira (4) e a medida está sendo realizada na região leste por conta da identificação do tipo 2 da dengue. O sorotipo é mais agressivo e tem sintomas mais fortes. A estimativa é que até sexta-feira (8) 25 mil imóveis sejam percorridos pelos agentes de endemias. Além da aplicação do veneno, o trabalho de vistoria continua.

“O receio agora é que o vírus se espalhe rapidamente. O controle precisa ser feito enquanto temos um caso”, pondera o Machado. A preocupação tem fundamento já que cada pessoa pode ser acometida com cada tipo de vírus apenas uma vez. Então quem já teve o tipo 1, pode ser infectado com o sorotipo 2.

Em Londrina, foram confirmados 21 casos de dengue, sendo um do sorotipo 2. Nesta quinta-feira (7) será divulgado o balanço atualizado da doença na cidade. Também serão apresentadas as novas estratégias de combate ao mosquito.

Via Tarobá News

 

Outras informações na programação da Rádio Cultura AM 930

Postagens relacionadas

Empresário de Cambé alerta para golpe via Whatsapp

CMTU vai realizar nova audiência pública antes de lançar edital do transporte coletivo

Apesar da proibição por lei, instituições financeiras continuam ofertando empréstimos por telefone

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais