O Portal do Norte do Paraná
Paraná

Sanepar enviará caminhões-pipa para ajudar Rio Grande do Sul com abastecimento

O Paraná continua a se mobilizar em diferentes frentes para ajudar o povo gaúcho atingido pelas fortes chuvas dos últimos dias. Após o encaminhamento de mais de 190 toneladas de donativos enviados pela população e entidades na manhã desta segunda-feira (6), a Sanepar, a pedido do Governo do Estado, prepara o envio de caminhões-pipa para auxiliar no reabastecimento da cidade de Porto Alegre e região. A ação integra a campanha SOS RS, coordenada pelo Gabinete da Primeira-Dama e a Defesa Civil Estadual. A articulação conjunta contou com o apoio do prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

A Sanepar enviará na manhã desta terça-feira (7) cinco caminhões-pipa, cada um com capacidade para até 12 mil litros de água. Dois veículos partirão de Curitiba, enquanto os demais sairão de Ponta Grossa, Pato Branco e Foz do Iguaçu. Eles vão pegar água em estações preservadas no Rio Grande do Sul.

A companhia de saneamento também colocou à disposição do governo gaúcho três reservatórios modulares com capacidade para armazenamento de 70 mil litros de água cada. Os contêineres são equipados com um sistema de pressurização que torna mais ágil e fácil o reabastecimento. Além disso, um engenheiro mecânico, três eletricistas e motoristas da Sanepar viajarão ao Rio Grande do Sul para operar os equipamentos e veículos até que o abastecimento de água dos municípios gaúchos seja normalizado.

“A Sanepar tem sido parceira da sociedade nos momentos de dificuldades. Foi assim na pandemia de Covid-19, quando viabilizamos álcool em gel, fizemos a desinfecção de unidades de saúde e mantivemos o fornecimento de água para os inadimplentes. Também ajudamos as comunidades nas enchentes de cidades paranaenses no ano passado. E, agora, não poderíamos deixar de ajudar nossos irmãos do Rio Grande do Sul”, afirma o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile.

MAIS DONATIVOS – Além das 190 toneladas já encaminhadas, a Defesa Civil estima que outras 300 toneladas que estão em separação sejam enviadas ao Rio Grande do Sul ao longo desta semana. Os quartéis do Corpo de Bombeiros e sedes das Brigadas Comunitárias continuam a receber alimentos não perecíveis. Nesta segunda-feira as unidades do Instituto Água e Terra também passaram a receber doações.

Assim como outras entidades, a Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa-PR) também está se mobilizando junto ao Sindicato dos Permissionários (Sindaruc) para organizar a doação de alimentos secos e água.

AJUDA PROFISSIONAL – A ajuda do Governo do Paraná iniciou em 1º de maio com o envio de uma equipe de integrantes do Corpo de Bombeiros do Paraná e policiais militares. Até a manhã desta segunda-feira, os profissionais já haviam atuado no resgate de 786 pessoas que estavam ilhadas pelas enchentes.

Uma aeronave do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas também foi mobilizada para auxiliar nesse trabalho, enquanto um avião da Casa Militar transportou bolsas de nutrição parental (NPT) a crianças internadas em hospitais de Santa Maria e Santiago.

SITUAÇÃO – Até o momento, o governo do Rio Grande do Sul já confirmou 83 mortes em razão dos temporais. Ainda há 111 desaparecidos. Outras 149 mil pessoas estão fora de suas casas, sendo 20 mil em abrigos e 129 mil desalojadas, que recebem abrigo nas casas de familiares ou amigos.

MAIS INFORMAÇÕES NA RÁDIO FM 107.1

Postagens relacionadas

Feriado: policiamento nas rodovias gera 5.021 flagrantes de excesso de velocidade

Cobra News (User)

Universidades estaduais do Paraná recebem 23,8 mil inscrições no SiSU 2022

Paraná tem capacidade de vacinar 4 milhões de pessoas até maio, diz Beto Preto

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais