O Portal do Norte do Paraná
PolicialRegião

Arapongas terá botão do pânico

Arapongas irá disponibilizar o botão do pânico para mulheres vítimas de violência doméstica. Utilizado em outras cidades, o dispositivo eletrônico irá fortalecer o trabalho desenvolvido pela Patrulha Maria da Penha, órgão da Guarda Municipal (GM) que atua no combate à violência contra a mulher.

O botão do pânico deve ser acionado quando as vítimas se sentirem ameaçadas por seus agressores, em caso de descumprimento de medida protetiva. A implantação do dispositivo de segurança preventiva é executada de maneira conjunta. A mulher em situação de risco é inserida no projeto por decisão judicial. Depois de cadastrada no sistema de monitoramento da Guarda Municipal, que registrará as informações pessoais da vítima e do agressor, ela recebe o botão. O dispositivo é pequeno e de fácil manuseio.

“Caso o agressor não mantenha a distância mínima imposta pela medida de proteção, o botão é acionado pela vítima. Em seguida, o aparelho enviará um alarme emergencial à Central de Monitoramento que será instalada na Central da Guarda Municipal. O chamado é enviado para a viatura mais próxima para atender a vítima. O equipamento quando acionado começa a captar e gravar toda a conversa no local do fato, a gravação poderá ser utilizada como prova judicial”, explica a coordenadora da Patrulha Maria da Penha, guarda Denice de Amorim.

Em outubro do ano passado, Arapongas foi uma das cidades da região escolhidas, por meio do Governo do Estado do Paraná, para receber os dispositivos de segurança. Foram liberados R$ 162.451,20 em recursos estaduais, com contrapartida de R$ 1.624,51 do município.

“O próximo passo será firmar convênio com o Tribunal de Justiça do Paraná, em que será definido o fluxo de atendimento e o início do processo licitatório para que este importante projeto esteja em vigor o mais breve possível”, afirma Denice.

Foto: Vitor Jubini/Jornal A Gazeta

 

Outras informações na programação da Rádio Cultura AM 930

Postagens relacionadas

Em Apucarana, jovem denuncia mãe e padrasto por agressões

Mulher é flagrada buscando drogas que estavam escondidas, mas nega estar traficando

Cobra News (User)

Homem que matou mulher a facadas em Arapongas é indiciado por homicídio

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais