O Portal do Norte do Paraná
Policial

Polícia prende suspeito de envolvimento na morte de médica em Maringá

O caso gerou bastante repercussão na época. Thayani Garcia Silva, de 25 anos, foi morta a tiros durante uma tentativa de roubo a uma residência, em setembro de 2023

Natural de Rondônia, ela estava em Maringá há pouco tempo e havia se formado em medicina fora do país, havia conseguido a autorização para atuar no Brasil cerca de 10 dias antes de ser assassinada.

Logo após o crime, a polícia identificou os possíveis autores. O caso foi tratado como latrocínio, roubo seguido de morte.

Dois dos suspeitos de envolvimento no crime foram presos logo depois. Faltava um terceiro suspeito, que foi preso nesta quinta-feira (31). Segundo o delegado Luiz Henrique Vicentini, o suspeito era morador de Iguatemi e estava trabalhando em Maringá.

Ele deve prestar depoimento, que será anexado ao inquérito policial, explicou o delegado.

O crime aconteceu no Conjunto Requião, em Maringá. Quando a médica estacionou o carro para deixar a avó em casa depois de um jantar em família, homens armados deram voz de assalto. Assustada, Thaiani acelerou e um dos homens disparou contra o veículo.

O tiro a acertou no tórax. Ela ainda conseguiu dirigir por alguns metros, mas acabou invadindo o quintal de uma residência. O primo da médica escutou os tiros e ao sair para ver o que tinha acontecido, se deparou com a avó rendida pelos criminosos, que tentavam entrar na casa. O rapaz foi baleado no peito ao tentar defender a avó. A médica, que deixou uma filha de 7 anos, não resistiu e morreu no local.

Via:CBN/MARINGÁ

MAIS INFORMAÇÕES NA RÁDIO COBRA FM 107.1

Postagens relacionadas

Elemento é preso com moto furtada em Londrina

Polícia Militar fecha bingo clandestino no Centro Polícia Militar fecha bingo clandestino

Em Londrina, motorista avança preferencial e fica em estado grave após bater em carro

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais