O Portal do Norte do Paraná
Brasil

Ônibus do Fortaleza sofre ataque violento após jogo com Sport; atletas ficam feridos e são levados a hospital

A delegação do Fortaleza foi vítima de um ato bastante violento no início da madrugada desta quinta-feira (22), após empate por 1 a 1 com o Sport, pela Copa do Nordeste.

Na saída da Arena Pernambuco, o ônibus do Leão do Pici foi atacado por um grupo de torcedores do clube pernambucano, que arremessaram pedras, rojões e bombas caseiras. A denúncia foi feita por Marcelo Paz, CEO da SAF do Fortaleza, em vídeo publicado nas redes sociais.

Os objetos quebraram vidros e deixaram vários jogadores feridos. O goleiro João Ricardo é quem apresenta o estado mais grave, com um corte no supercílio. Escobar, Lucas Sasha e Dudu também foram atingidos e encaminhados a um hospital em Recife. Titi e Brítez estão com ferimentos leves.

“Jogaram uma bomba no nosso ônibus. Torcedores do Sport atingiram nossos jogadores. Dudu está aqui sangrando. Sasha está aqui sangrando. Isso é um absurdo, isso não cabe mais no futebol brasileiro. Estamos todos revoltados aqui”, disse Paz.

Em transmissão ao vivo, Thiago Galhardo reclamou do fato de não ser o primeiro ataque sofrido pelo time nesta temporada.

“Nem com polícia. Olha o tamanho da pedra. Parabéns, CBF, por essas m**** aí. Olha o pé do Yago [Pikachu]. Segundo jogo que jogam pedra em nós. CRB e agora. Esses filhos da p*** aí”, afirmou o atacante.

Ferido por estilhaços do vidro, o lateral Yago Pikachu também fez publicação em suas redes sociais mostrando como ficou o ônibus depois do ataque. “Parece que a gente estava em uma guerra. Isso se chama covardia”.

Horas depois, o Fortaleza atualizou a situação de seus jogadores.

“Seis jogadores foram atingidos: o goleiro João Ricardo foi ferido com um corte no supercílio e o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar sofreu uma pancada na cabeça, um corte na boca e um outro corte no supercílio. O lateral-direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, e o volante Lucas Sasha foram feridos com estilhaços de vidro e tiverem que conter sangramentos”, diz a atualização do clube.

“João Ricardo e Gonzalo Escobar passaram por suturas, procedimento de recebimento de pontos cirúrgicos. O lateral-esquerdo também irá realizar exames de tomografia na cabeça, mas está bem e consciente. Os demais atletas passarão por cuidados médicos para a retirada de estilhaços de vidro pelo corpo”.

Após o incidente, a diretoria do Sport se pronunciou para repudiar a violência.

Veja nota oficial do Sport sobre o caso:

O Sport Club do Recife repudia veementemente os atos de violência praticados contra o ônibus da delegação do Fortaleza Esporte Clube na saída da Arena de Pernambuco após a partida desta quarta-feira.

Os absurdos atos de violência não condizem com a real conduta e comportamento da torcida rubro-negra, tampouco com os valores do Clube – que sempre irá abominar esse tipo de postura.

O presidente Yuri Romão, o executivo André Figueiredo, o coordenador técnico Ricardo Drubscky e a equipe médica do Clube já estão com delegação do time cearense, prestando apoio e todo o suporte necessário.

O Sport também já se colocou à disposição para ajudar na apuração dos fatos e as investigações, buscando identificar os envolvidos nesse ato criminoso.

Fonte: ESPN

MAIS INFORMAÇÕES NA RÁDIO COBRA FM 107.1

Postagens relacionadas

Mega-Sena, concurso 2.296: duas apostas acertam as seis dezenas e ganharão R$ 47,1 milhões cada uma

Governo lança programa para reduzir filas no sistema de saúde

Mega-Sena, concurso 2.414: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 29 milhões

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais