A Notícia Certa!

Home  ›  Notícias  ›  Brasil  ›  Na pandemia, brasileiro passou a se endividar para comprar comida

Na pandemia, brasileiro passou a se endividar para comprar comida

Publicado em: 15 dez 2020

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos fatos que acontecem em todo Paraná.

A Serasa, em parceria com a Blend New Reserch, divulgou ontem um estudo sobre o perfil do endividamento dos brasileiros neste ano e conclui que, com a pandemia e a alta taxa de desemprego, o consumidor passou a se endividar para manter despesas básicas como mantimentos e contas de luz, água e aluguel.

Tal atitude também é observada em como o auxílio emergencial foi utilizado: 64% dos usuários usaram ou pretendem usar o valor para despesas domésticas. Outro fator que corrobora com essa descoberta é que mesmo com o período de lockdown no país, o que diminuiu e limitou as opções de gastos, o cartão de crédito ainda liderou o ranking de dívidas, um indicativo de que o recurso tem possivelmente sido utilizado para compras essenciais.

Mesmo o desemprego tendo ficado estável como maior motivo de endividamento quando comparado ao ano anterior, a suspensão ou alteração do contrato de trabalho pode ter afetado a capacidade financeira da população.

Outro fator relevante é que, apesar de estarmos no meio de uma pandemia, em 2020, o endividamento com gastos de saúde não está entre os mais citados como motivo de endividamento, diferentemente de 2018 e 2019.

Com informações:Bem Paraná

Mais informações na programação da Rádio Cultura AM 930

APOIO

SOBRE

No Portal Cobra News você acompanha as últimas notícias do Paraná, do Brasil e do mundo. Só aqui você encontra informação com credibilidade sobre cultura, política, educação, policial, variedades e muito mais.

Cobra News, a notícia certa!

Sistema Cobra de Comunicação:

NOTÍCIAS

CLUBE DE OFERTAS

FALE CONOSCO

Preencha o formuário abaixo para falar com nossa equipe. Ou se preferir envie sua mensagem via WhatsApp para o número: (43) 99924-1071




© 2020 Cobra News - Todos os direitos reservados.