O Portal do Norte do Paraná
Região

IPEM flagra irregularidades em 19 bombas de combustíveis em Londrina

O Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) está fiscalizando bombas de combustíveis em postos de Londrina desde o início do mês. Na operação, os fiscais verificam se a quantidade de combustível vendida corresponde a quantidade recebida pelo consumidor.

Um dos postos fiscalizados ontem (12) mostrou irregularidades no bico de uma das bombas. Foi constatado que a cada 20 litros abastecidos, o consumidor perdia 120 ml, ou seja, não recebia o que estava sendo pago. O equipamento foi reprovado e lacrado pelo IPEM e o dono do posto foi notificado. O limite em casos como esse é de até 60 ml a cada 20 litros. O posto pode ser multado e o valor varia de R$ 100 a R$ 1,5 milhão.

Além disso, os fiscais do IPEM também verificam aspectos de segurança do posto, como fios soltos ou desencapados nas bombas. Até ontem 16 postos haviam sido visitados pelos fiscais do Instituto. Para o gerente do IPEM em Londrina, Marcelo Trautwein, o número de postos flagrados com irregularidades diminuiu, em relação ao ano passado. No mesmo período foram 32 bombas com erros contra o consumidor, esse ano são 19, até agora. “Acredito que isso ocorreu porque o IPEM faz um trabalho sistemático de fiscalização. Ano passado tivemos apoio do Procon, Receita Estadual e Ministério Público”, aponta o gerente.

O gerente do Instituto aponta que o consumidor também deve ser fiscal na hora que vai abastecer o carro. “É preciso paciência na hora de abastecer. O consumidor deve acompanhar o abastecimento e só se ausentar para pagar, por exemplo, quando o processo terminar. Também é importante ficar atento se a bomba tem o selo holográfico do Inmetro e se os mostradores partem do zero”, explica. Quem tiver dúvida pode pedir que o frentista faça o teste de quantidade em recipientes próprios do IPEM.

Via Tarobá News

Foto: Pixabay

 

Outras informações na programação da Rádio Cultura AM 930

Postagens relacionadas

Serviços de Saúde de Cambé serão fechados para desinfecção dos locais

Londrina permanece sob alerta de epidemia de dengue

Tenente Bruna é a primeira mulher a assumir o comando de um pelotão de choque na Polícia Militar do Paraná

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais