O Portal do Norte do Paraná
PolíticaRegião

Francisconi foi absolvido das acusações; quatro vereadores se abstiveram

O prefeito afastado Luiz Francisconi Neto (PSDB) foi absolvido das acusações no julgamento na Câmara Municipal de Rolândia, na noite deste sábado (2). Foram seis votos a favor da cassação e quatro abstenções. Para que o mandato fosse cassado, precisaria de sete votos.

Muitos rolandenses participaram da sessão e muitos outros acompanharam a sessão extraordinária em transmissão ao vivo pelo Facebook. Francisconi compareceu ao julgamento e usou do seu direito de defesa.

Os vereadores a favor da cassação foram: Alex Santana (PSD), Andrezinho da Farmácia (PSC), João Ardigo (PSB), Reginaldo Silva (SD), Rodrigão (SD) e Edileine Griggio (PSC). Os parlamentares que se abstiveram foram Maria do Carmo (PSDB), Eugênio Serpeloni (PSD), Irineu de Paula (PSDB) e Leandro Olímpio (PSC) – suplente que votou no lugar de João Gaúcho (PSC), autor da denúncia.

Mesmo com a absolvição, o prefeito afastado não volta para o cargo.

Francisconi está afastado da Prefeitura desde setembro de 2018. Ele é investigado pela Operação Patrocínio, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), acusado de receber propina de empresas em troca de favorecimento em licitações. Uma Comissão Processante havia sido aberta na Câmara para investigar as supostas irregularidades.

 

Mais informações na programação da Rádio Cultura AM 930

 

Postagens relacionadas

Sala do empreendedor de Londrina realiza semana da formalização

Em 20 anos de estatuto, pensão alimentícia para idosos não é comum

Cobra News (User)

Lula parabeniza instituições argentinas pela eleição e deseja sorte ao novo governo, sem citar o nome de Milei

Cobra News (User)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais