O Portal do Norte do Paraná
Política

Evangélicos: líder critica união LGBT e diz que STF “xereta” Congresso

O deputado Eli Borges (PL-TO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica (FPE) na Câmara dos Deputados, afirmou que a união LGBT, tema em discussão no Congresso Nacional, é uma “pauta da ciência e da biologia”.

Ao Metrópoles Entrevista, o parlamentar ressaltou que o posicionamento da bancada é contrário ao tema. “Isso não é bem uma pauta de costumes, é uma pauta de ciência. Nós não concordamos com esse casamento que está fora da Constituição. Isso é o que define a Constituição Federal”, afirmou.

Eli assumiu o posto de líder da bancada evangélica na última quarta-feira (7/2). Ele vai dividir o posto com o parlamentar Silas Câmara (Republicanos-AM). Ambos vão alternar a chefia da frente parlamentar a cada semestre deste ano.

Congresso discute união LGBT

Em outubro de 2023, a Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família da Câmara aprovou o projeto de lei (PL) nº 580/2007, que desconsidera a união homoafetiva como casamento civil.

Para se tornar lei, a proposta ainda precisa passar pela Comissão de Direitos Humanos (CDH) e pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, além de análise no plenário do Senado. Foram 12 votos favoráveis e cinco contrários.

Com informações:Metrópoles

MAIS INFORMAÇÕES NA RÁDIO COBRA FM 107.1

Postagens relacionadas

Com subsídio estadual, novo residencial muda a vida de 272 famílias de Londrina

Cobra News (User)

“Agora a palavra é trabalho”, afirma Francisconi

CPIs do MST, das Americanas e do futebol terminam sem conclusão

Cobra News (User)

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais