O Portal do Norte do Paraná
Policial

Bombeiros, policiais e funcionários de fazenda fazem buscas por piloto de avião que caiu

Bombeiros, policiais militares e funcionários estão fazendo buscas em uma área de floresta para tentar encontrar o piloto Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, que estava no avião modelo Neiva EMB-201A, que caiu e pegou fogo em uma mata, a cerca de 5 quilômetros de uma fazenda localizada em União do Norte, que é distrito de Peixoto de Azevedo (197 km de Sinop), no último sábado.

A noiva dele, Rebeca Razzaboni Freitas, disse hoje, em entrevista, ao Só Notícias, que Maicon enviou um áudio informado que decolaria de Porto Nacional (TO) e seguiria até Alta Floresta para trabalhar na pulverização de defensivos em fazendas. “Ele iria realizar duas paradas para abastecer. Parou na primeira, em Confresa, e depois seria em Matupá. Após isso, seguiria para Alta Floresta, mas perdemos o contato. Eu estou muito confiante dele estar vivo”, declarou.  Maicon reside em Primeiro de Maio, no Paraná (455 km de Curitiba).

O irmão de Maicon, Diego Semencio Esteves, disse que foi encontrado um canivete dele a cerca de dois metros do avião. “A possibilidade dele ter pulado do avião é quase que impossível. A pressão do vento durante o vou impossibilita abertura daquela janela. O avião caiu planando na mata. Foi um pouso forçado. Acreditamos que ele tenha saído antes de pegar fogo. A porta do cockpit estava aberta também. (Não há) Nenhum vestígio de roupa rasgada na mata. Estamos esperançosos que ele seja encontrado com vida”.

O gerente da propriedade informou, ontem, ao Só Notícias, que estava trabalhando quando viu a queda da aeronave. “Estava gradeando com trator uma área quando o avião passou bem baixo e caiu. Fomos até o local e encontramos a aeronave toda destruída, pegando fogo. Andamos (pela mata) mas não encontramos o piloto”, disse. Maicon pode ter saído da cabine antes das chamas começarem.

Segundo consta no Registro Aeronáutico Brasileiro, a aeronave estava com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) cancelado. O procedimento não havia sido renovado desde setembro de 2010. O avião estava na categoria de serviços especializado aeroagrícola.

A assessoria da Força Aérea Brasileira informou que investigadores do sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VI), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), realizarão a Ação Inicial da ocorrência, fotografando as cenas, além de retirarem partes do avião para análise, reunirem documentos e ouvirem relatos de pessoas que possam ter observado a queda.

(Com informações do Só Noticias)

Postagens relacionadas

Idoso encontrado em rio com mãos e pés amarrados morreu afogado após ser jogado de ponte, conclui inquérito

Cobra News (User)

Jovem é morto a facadas em Londrina

Residência no Horácio Cabral fica parcialmente destruída após incêndio

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais