O Portal do Norte do Paraná
Brasil

Datafolha: Pesquisa aponta aumento da avaliação ruim e péssimo de Bolsonaro

Nesta segunda-feira (2) foi divulgada pelo Jornal “Folha de S. Paulo” uma pesquisa Datafolha com a avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

  • Ótimo/bom: 29%
  • Regular: 30%
  • Ruim/péssimo: 38%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de agosto com 2.878 pessoas com mais de 16 anos, em 175 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

Ainda nos meses de julho e abril, o Datafolha realizou um outro levantamento com os seguintes percentuais:

  • Ótimo/bom: 33%, em julho; 32%, em abril
  • Regular: 31%, em julho; 33%, em abril
  • Ruim/péssimo: 33%, em julho; 30%, em abril
  • Não sabe/não respondeu: 2%, em julho; 4%, em abril

Em relação à expectativa com o futuro do governo, 45% esperam que Bolsonaro faça uma gestão ótima ou boa. Em julho, eram 51%, e em abril, 59%. Outros 32% acreditam que o presidente fará uma administração ruim ou péssima, contra 24% em julho, e 23% em abril.

O Datafolha também perguntou se Bolsonaro fez mais, menos ou o que deveria pelo País. Os resultados foram os seguintes:

  • Fez pelo país mais do que esperava: 11% (eram 12% em julho, e 13% em abril)
  • Fez pelo país o que esperava que ele fizesse: 21% (eram 22% em julho, 22% em abril)
  • Fez pelo país menos do que esperava: 62% (eram 61% em julho, e 61% em abril)

Muitos brasileiros e críticos do atual governo, de acordo com a pesquisa Datafolha, questionam algumas métodos do presidente, especialmente o uso do Twitter e as críticas em coletiva para imprensa. Os entrevistados opinaram sobre as atuações de Bolsonoraso. Se ele age como presidente:

  • Age como presidente deveria: 15% (eram 22% em julho, e 27% em abril)
  • Na maioria das ocasiões age como deveria: 27% (eram 28% em julho, e 27% em abril)
  • Em algumas ocasiões age como deveria: 23% (eram 21% em julho, e 20% em abril)
  • Em nenhuma ocasião age como deveria: 32% (eram 25% em julho e 23% em abril)

Outros presidentes
Aos oito meses de mandato, os percentuais de ruim e péssimo de outros presidentes foram os seguintes:

  • FHC (1995): 15%
  • Lula (2003): 10%
  • Dilma (2011): 11%
  • Bolsonaro (2019): 38%

Fonte:Agência Brasil

Mais detalhes na programação da Rádio Cultura AM 930

Postagens relacionadas

Mortes no Rio Grande do Sul chegam a 37 por causa de ciclone

Cobra News (User)

Bolsonaro está com pneumonia, mas permanece na unidade semi-intensiva

Proposta de reforma da Previdência chega à CCJ da Câmara

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais