O Portal do Norte do Paraná
Região

Sinalização viária em Londrina aumenta 28% em 2018

Impulsionado pela aquisição de um novo caminhão de pintura, serviço realizado pela CMTU ultrapassou a marca de 119 mil m² no ano passado

 

A Prefeitura de Londrina, por meio da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), superou em 2018 a metragem de sinalização viária alcançada no ano anterior. Se em 2017 a soma das atividades rendeu 85.816 m², com média de 6.601 m² executados por mês, no ano passado a produção cresceu 28%. Com isso, o rendimento mensal médio saltou para 9.968 m², com um total de 119.623 m² sinalizados.

Segundo o diretor de Trânsito da CMTU, Pedro Ramos, o aumento na produtividade pode ser atribuído, em parte, à aquisição de um novo caminhão de pintura. O veículo foi comprado em maio e passou a operar no segundo semestre, elevando para dois o número de automóveis utilizados na atividade. Equipado com maquinário que possibilita a demarcação simultânea de duas linhas, o caminhão permite, por exemplo, a implantação de linhas contínuas próximo a meios-fios e de faixas de divisão de pista ao mesmo tempo.

Outro fator que influenciou o resultado positivo foi o lançamento do programa “Sinalizar para Educar”, iniciativa que propõe a implementação de um conjunto padrão de placas e demarcações no entorno das escolas. Iniciado em agosto, até o final do ano o projeto já tinha percorrido 136 das 361 instituições de ensino instaladas no município.

A intervenção contempla legendas de alerta, faixas de pedestre, vagas de embarque e desembarque, vagas de cadeirantes, além de placas de velocidade e indicação de área escolar. Voltada às escolas municipais, a intervenção contempla também estabelecimentos das redes estadual e particular e pretende, até agosto deste ano, atingir 100% da meta proposta.

O diretor de Trânsito da CMTU comemorou o saldo do trabalho e afirmou que, em 2019, a expectativa é melhorar ainda mais o rendimento, conciliando três demandas básicas na cidade: as escolas, os estabelecimentos de saúde e os bairros atendidos pelos serviços de recape asfáltico e micropavimentação da Secretaria de Obras. Ramos contou que Londrina possui, atualmente, cerca de 250 mil m² de áreas sinalizadas.

“Preservar a vida das nossas crianças é prioridade e isso passa por oferecer, no entorno das escolas, condições para que os alunos façam o trajeto de volta para casa em segurança. Por cuidar de idosos, pessoas enfermas e com mobilidade reduzida, os postos de saúde, hospitais e unidades de pronto atendimento também exigem atenção especial. As vias recém-recapeadas perdem toda a sinalização anterior à melhoria e são outra preocupação da companhia”, disse o diretor.

Com informações do N.com

Foto: Divulgação

 

Outras informações na programação da Rádio Cultura AM 930

 

Postagens relacionadas

Rolândia registra 60 casos de dengue, segundo Secretaria Municipal de Saúde

IML de Londrina procura familiares de falecidos

Audiência pública em Rolândia discute confluência perigosa das rodovias BR-369 e PR-986

Cobra News (User)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais