O Portal do Norte do Paraná
Brasil

Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade em cirurgia reparadora

As mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade na assistência e no atendimento para cirurgias plásticas reparadoras em casos de sequelas de lesões causadas por agressões. A medida foi publicada nesta quinta-feira (13) no Diário Oficial da União.

O documento altera um trecho da Lei Maria da Penha. Com a modificação, a assistência à mulher em situação de violência doméstica e familiar será prestada em caráter prioritário no SUS (Sistema Único de Saúde) e no Susp (Sistema Único de Segurança Pública) de forma articulada.

A lei também prevê que os hospitais e os centros de saúde pública deverão informar as vítimas sobre a possibilidade de acesso gratuito da cirurgia plástica, no momento do atendimento, desde que apresentem lesões ou sequelas de agressão.

Operação contra agressores

Em uma ação organizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública que ocorreu entre os dias 1º e 29 de março deste ano, foram realizadas 10 mil prisões de agressores, bem como 179 apreensões de adolescentes. A operação ocorreu em 1.765 munícipios brasileiros.

Com informações:R7

MAIS INFORMAÇÕES NA RÁDIO COBRA FM 107.1

Postagens relacionadas

Para reduzir fila, INSS passa a conceder auxílio doença sem perícia

Cobra News (User)

Redes sociais influenciam voto de 45% da população, segundo pesquisa ao DataSenado

Aprovados no Sisu já podem fazer matrículas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais