O Portal do Norte do Paraná
Policial

Justiça mantém prisão de rapaz por estupro virtual contra bebê; mãe da criança também foi indiciada

Mulher foi detida por estupro de vulnerável. Suspeita conheceu rapaz pelo Facebook e os dois trocavam fotos íntimas; caso é apurado em Araçariguama.

A Justiça aceitou o pedido da Polícia Civil e converteu em preventiva a prisão temporária do rapaz de 25 anos indiciado por estupro virtual e por pedir para uma mãe abusar de seu bebê de 1 ano, em Araçariguama (SP). Os dois foram detidos em 16 de janeiro.

Segundo a polícia, o celular de Paulo Ricardo dos Santos passou por perícia e as fotos, que eram pedidas por ele por WhatsApp, foram recuperadas pelo Instituto de Criminalística. O morador de Itu (SP) também responde por extorsão.

A mãe do bebê, presa em Araçariguama, vai responder por estupro de vulnerável. O bebê está sob os cuidados dos avós maternos.

G1 teve acesso a prints de mensagens trocadas entre os dois, que se conheceram pelo Facebook em abril de 2018 e enviavam fotos íntimas um para o outro. No dia 24 de dezembro, Paulo pediu para que a jovem, de 22 anos, mandasse imagens pornográficas do bebê.

A mulher encaminhou imagens do pé da criança, dela tomando banho e, por fim, simulando sexo oral na menina. O material foi pedido por Paulo por meio de postagens públicas no perfil da jovem na rede social.

“Cadê as fotos peladas sua e da sua filha que você manda no Whats que você disse que ia mandar?”, disse o rapaz preso em uma das publicações no mural do Facebook da mãe.

Mãe da criança de Araçariguama conversava com o suspeito — Foto: Reprodução/WhatsAppMãe da criança de Araçariguama conversava com o suspeito — Foto: Reprodução/WhatsApp

Mãe da criança de Araçariguama conversava com o suspeito — Foto: Reprodução/WhatsApp

Perfis fakes

Segundo o boletim de ocorrência, durante as conversas, Paulo afirmou que apagaria a publicação quando recebesse a foto da criança. O suspeito também disse ter vários outros perfis para fazer mais publicações. A mulher então mandou mensagens pedindo para ele apagar a postagem.

As conversas foram registradas durante vários dias. Nas mensagens enviadas por Paulo, ele mostra irritação com o fato da jovem demorar para mandar mais fotos dela e da menina.

Em outra conversa, quando a mãe se compromete a tirar mais fotos, o rapaz orienta sobre como devem ser as imagens e a manda ficar pelada sobre a menina.

Suspeito de extorsão e estupro virtual contra vítima de Araçariguama foi preso — Foto: Reprodução/FacebookSuspeito de extorsão e estupro virtual contra vítima de Araçariguama foi preso — Foto: Reprodução/Facebook

Suspeito de extorsão e estupro virtual contra vítima de Araçariguama foi preso — Foto: Reprodução/Facebook

Investigação

A mulher procurou a delegacia de Araçariguama e afirmou que, no início, mandava fotos dela nua. Porém, tempos depois, Paulo começou a insistir por mais material pornográfico da mãe com a filha.

As polícias de Araçariguama e Itu conseguiram identificar o rapaz. O suspeito foi levado para a cadeia em Pilar do Sul (SP) e irá responder por extorsão e estupro virtual por conta das ameaças de publicar as fotos.

A mãe da menina, que denunciou o rapaz, foi autuada por estupro de vulnerável e responderá por fotografar e encaminhar fotos da criança nua. A mulher foi levada para Cesário Lange (SP).

Mais informações na programação da Rádio Cultura AM 930.

(Via G1)

Postagens relacionadas

Colisão frontal deixa veículos destruídos na cidade de Cambé

Cobra News (User)

Em Londrina, mulher é esfaqueada no rosto no Calçadão

Em Apucarana, bombeiros são chamados para resgatar pessoa presa em elevador

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais