A Notícia Certa!

Home  ›  Notícias  ›  Policial  ›  Com atuação da Patrulha Maria da Penha, descumprimento de medidas protetivas cai 42% em Arapongas

Com atuação da Patrulha Maria da Penha, descumprimento de medidas protetivas cai 42% em Arapongas

Publicado em: 10 jan 2020

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos fatos que acontecem em todo Paraná.

A Patrulha Maria da Penha de Arapongas divulgou ontem (9) o relatório de atendimentos efetuados pelo setor entre janeiro e dezembro de 2019. Ao todo foram 379 atendimentos, com 190 novas visitas, 110 visitas de retorno, 25 solicitações de revogação de medida protetiva, 62 encaminhamentos para serviços (CREAS, saúde, Delegacia e Fórum), 40 orientações e assistência.

Foram registrados 44 descumprimentos de medida protetiva, com 21 prisões em flagrante. Em 2018, haviam sido registrados 76 descumprimentos e 15 prisões em flagrante. Os números apontam uma redução superior a 42% nos últimos dois anos.

“Nota-se considerável queda nos números de descumprimento, fazendo um comparativo em relação às medidas protetivas deferidas pelo Judiciário e fiscalizadas pela Patrulha Maria da Penha, entre 2018 e 2019. Tudo isso devido ao atendimento e respaldo eficaz do serviço nos casos de violência contra as mulheres no município”, relata a coordenadora da Patrulha Maria da Penha, GM Denice Amorim.

A Patrulha é vinculada à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Trânsito (Sestran). A coordenadora destaca os avanços recentes para a segurança às vítimas como a instalação da Delegacia da Mulher, Botão do Pânico, palestras e campanhas de conscientização – entre elas o ato internacional “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” – e o Projeto SIGA, que visa a reabilitação para os autores de violência doméstica e familiar.

O secretário municipal de Segurança Pública, Paulo Argati, conta que em 2020 serão mantidas as ações de combate à violência contra as mulheres, com fiscalizações, medidas preventivas, entre outros. “Sabemos que infelizmente a violência contra as mulheres assola não apenas o Brasil, como outros países. Diante disso, trabalhamos incansavelmente para mudar essa realidade. Em Arapongas, a Patrulha Maria da Penha tem desenvolvido um grande trabalho, o que proporciona às mulheres, que antes sofriam caladas, a oportunidade de denunciar seus agressores”.

Segundo Argati, as vítimas acreditam no trabalho desenvolvido pelo setor. “Neste ano, o trabalho de fiscalização, as campanhas educativas e preventivas, divulgação da Lei Maria da Penha, entre outros, serão ainda mais abrangentes. Esse deve ser um trabalho constante para uma redução cada vez maior desta violência covarde que é a violência doméstica”, reforça o secretário.

Denúncias

Quando a mulher é vítima do descumprimento de medida protetiva, a denúncia deve ser feita pelos números 153 ou 0800 645 9060, da Guarda Municipal.

Quando não há medida protetiva, a vítima de violência pode denunciar pelo 190 (Polícia Militar), 3252-0100 (Polícia Civil de Arapongas) ou pela Central de Atendimento à Mulher  do Governo Federal, no Disque Denúncia 180.

Informações e fotos: Ascom/Prefeitura de Arapongas

 

 

Saiba mais na programação da Rádio Cultura AM 930

APOIO

SOBRE

No Portal Cobra News você acompanha as últimas notícias do Paraná, do Brasil e do mundo. Só aqui você encontra informação com credibilidade sobre cultura, política, educação, policial, variedades e muito mais.

Cobra News, a notícia certa!

Sistema Cobra de Comunicação:

NOTÍCIAS

CLUBE DE OFERTAS

FALE CONOSCO

Preencha o formuário abaixo para falar com nossa equipe. Ou se preferir envie sua mensagem via WhatsApp para o número: (43) 99924-1071




© Cobra News - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Ricardo Carvalho