A Notícia Certa!

Home  ›  Notícias  ›  Mundo  ›  Vacinas contra a covid são eficazes e não é hora de mudá-las, mas de garantir igualdade, diz OMS

Vacinas contra a covid são eficazes e não é hora de mudá-las, mas de garantir igualdade, diz OMS

Publicado em: 4 dez 2021

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos fatos que acontecem em todo Paraná.

O diretor do programa de emergência sanitária da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, disse nesta sexta-feira, 3, que é hora de distribuir doses de forma mais igualitária ao redor do globo, não de adaptar a composição das vacinas contra covid-19 à variante Ômicron. Ele acrescentou que os imunizantes utilizados hoje são “altamente eficazes” e que, caso seja necessário “mudá-los”, cientistas já estudam como.

“Agora, não há necessidade de mudar as vacinas que usamos, não há evidência que suporte isso”, disse Ryan, em uma transmissão ao vivo no Youtube nesta sexta-feira, 3. “Temos vacinas altamente eficazes que estão funcionando. Temos de focar em fazer com que elas sejam mais equitativamente distribuídas. Precisamos vacinar aqueles que mais estão em risco.”

Ele assegurou que, se for preciso alterar a composição dos imunizantes, já há “muito sendo feito”. “O trabalho preliminar já está acontecendo”, disse.

A diretora técnica da OMS, Maria Van Kerkhove, porém, falou que, considerando o que ocorreu com o surgimento de outras variantes, é provável que a eficácia dos imunizantes seja reduzida. “Pode haver uma redução da eficácia das vacinas, mas não temos essa informação ainda”, declarou.

Ambos também consideram “cedo” para dizer com certeza se a severidade da doença causada pela Ômicron é maior ou não. Maria declarou que, até o momento, há relatos de doentes com a variante com quadros que vão de leve até severo.

Os menos graves são os mais frequentes. Ryan, porém, advertiu que é preciso analisar essa informação com “cautela”. “No começo, quando uma variante chega, ela tende a infectar pessoas que estejam mais se misturando socialmente. Na África do Sul, eram pessoas jovens, em maioria”, explicou. “A maior parte dos casos ser leve provavelmente reflete o fato de que está infectando pessoas jovens e saudáveis”, ponderou.

Com informações:Bem Paraná

Mais informações na programação da Rádio Cultura AM 930

APOIO

SOBRE

No Portal Cobra News você acompanha as últimas notícias do Paraná, do Brasil e do mundo. Só aqui você encontra informação com credibilidade sobre cultura, política, educação, policial, variedades e muito mais.

Cobra News, a notícia certa!

Sistema Cobra de Comunicação:

NOTÍCIAS

CLUBE DE OFERTAS

FALE CONOSCO

Preencha o formuário abaixo para falar com nossa equipe. Ou se preferir envie sua mensagem via WhatsApp para o número: (43) 99924-1071




© 2020 Cobra News - Todos os direitos reservados.