A Notícia Certa!

Home  ›  Notícias  ›  Região  ›  Defesa do pai de Eduarda Shigematsu pede reconstituição do crime, julgamento pode ser adiado

Defesa do pai de Eduarda Shigematsu pede reconstituição do crime, julgamento pode ser adiado

Publicado em: 28 abr 2022

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos fatos que acontecem em todo Paraná.

Esta marcado para o dia 26 de maio em Rolândia, o julgamento dos acusados no envolvimento na morte de Eduarda Shigematsu.

Mas o julgamento pode sofrer adiamento porque os advogados do pai da menina entraram com pedido de reconstituição das investigações.

Eduarda foi encontrada morta, enterrada no fundo de uma casa que pertence ao pai dela, em 28 abril de 2019. À época, a vítima tinha 11 anos.

O pai da vítima Ricardo Seidi, está preso desde o crime. Em depoimentos prestados à Justiça, ele confessou que ocultou o corpo da filha, mas negou que tenha assassinado a criança.

A avo materna Terezinha de Jesus Guinaia, chegou a ficar presa 57 dias. Ela será  julgada porque a justiça entendeu que ela teria envolvimento na morte da neta.

Ela responde por ocultação de cadáver e falsidade ideológica. A pena para ela pode chegar a oito anos de prisão.

O pai de Eduarda será julgado pelos crimes de feminicídio, ocultação de cadáver e falsidade ideológica a pena pode chegar a 30 anos.

O sorteio dos jurados está marcado para esta quinta-feira dia 28.

MAIS INFORMAÇÕES NA RÁDIO COBRA FM 107.1

APOIO

SOBRE

No Portal Cobra News você acompanha as últimas notícias do Paraná, do Brasil e do mundo. Só aqui você encontra informação com credibilidade sobre cultura, política, educação, policial, variedades e muito mais.

Cobra News, a notícia certa!

Sistema Cobra de Comunicação:

NOTÍCIAS

CLUBE DE OFERTAS

FALE CONOSCO

Preencha o formuário abaixo para falar com nossa equipe. Ou se preferir envie sua mensagem via WhatsApp para o número: (43) 99924-1071




© 2020 Cobra News - Todos os direitos reservados.