A Notícia Certa!

Home  ›  Notícias  ›  Paraná  ›  Conta de luz terá queda de 13,4% no Paraná, diz Copel

Conta de luz terá queda de 13,4% no Paraná, diz Copel

Publicado em: 4 jul 2022

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos fatos que acontecem em todo Paraná.

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) anunciou, nesta segunda-feira (4), que a conta de luz no estado ficará 13,4% mais barata.

A previsão da companhia é que os clientes percebam as mudanças nos pagamentos de agosto, referentes a cobrança do consumo de julho.

O anúncio ocorre frente à redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de 29% para 18%. Na última sexta (3), o governo do Paraná anunciou que formalizaria a redução da alíquota, conforme determinação da lei complementar 194/22, que limitou a cobrança de ICMS a partir de junho.

Segundo a Copel, o corte no imposto é válido para o consumo de energia desde 23 de junho, data em que a lei complementar foi aprovada.

Gasolina

Na sexta, o governo estadual disse que o litro da gasolina tinha queda estimada de R$ 0,50 a R$ 0,60, a partir da redução da alíquota do ICMS. A diminuição dos valores ocorre conforme o preço das refinarias é alterado, chegando às distribuidoras.

Antes disso, em 27 de junho, postos de Curitiba fizeram as primeiras reduções dos valores cobrados nos combustíveis frente à medida do Governo Federal que zerou impostos nos combustíveis – PIS, Cofins e Cide.

Segundo o Procon, os postos de combustíveis precisam zelar pela transparência com o consumidor e informar, de forma visível, a redução estabelecida a partir da limitação do ICMS.

O órgão também destacou que, nas próximas semanas, haverá fiscalizações para averiguação das cobranças.

Arrecadação

Palácio Iguaçu, em Curitiba — Foto: José Fernando Ogura/AEN

Palácio Iguaçu, em Curitiba — Foto: José Fernando Ogura/AEN

Com a redução do ICMS, a estimativa do governo até o final deste ano é de uma perda de receita de R$ 3,95 bilhões. A partir de 2023 será de R$ 7,90 bilhões.

Em coletiva de imprensa na sexta, o governador do Paraná reconheceu que, em um primeiro momento, a redução do imposto, terá um impacto grande. Mas, afirmou que o crescimento da economia deve ajudar a combater os prejuízos da queda de arrecadação.

“O crescimento econômico do estado do Paraná está muito forte. Nós estamos batendo recorde de geração de empregos no estado desde o ano passado, isso é uma demonstração de que o nosso PIB está crescendo muito. Com o crescimento do PIB, o crescimento da arrecadação é natural”, disse Ratinho Junior.

O valor dos repasses obrigatórios para municípios, Fundeb, saúde e educação será reduzido em 17,5%, na comparação com a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2022, com igual impacto nos repasses obrigatórios aos municípios e outros poderes.

O Paraná havia renunciado a uma parte do imposto ao congelar, em novembro do ano passado, o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) sobre combustíveis.

Mais informações na programação da FM 107.1

Via G1 Paraná

APOIO

SOBRE

No Portal Cobra News você acompanha as últimas notícias do Paraná, do Brasil e do mundo. Só aqui você encontra informação com credibilidade sobre cultura, política, educação, policial, variedades e muito mais.

Cobra News, a notícia certa!

Sistema Cobra de Comunicação:

NOTÍCIAS

CLUBE DE OFERTAS

FALE CONOSCO

Preencha o formuário abaixo para falar com nossa equipe. Ou se preferir envie sua mensagem via WhatsApp para o número: (43) 99924-1071




© 2020 Cobra News - Todos os direitos reservados.