A Notícia Certa!

Home  ›  Notícias  ›  Policial  ›  Após disputa judicial com a Polícia Civil, Polícia Militar deve receber fuzil apreendido em Londrina

Após disputa judicial com a Polícia Civil, Polícia Militar deve receber fuzil apreendido em Londrina

Publicado em: 14 mar 2021

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos fatos que acontecem em todo Paraná.

A Justiça determinou que um fuzil, que era disputado pelas polícias Civil e Militar, no Paraná, fique com a Polícia Militar (PM). A arma foi apreendida em fevereiro, em Londrina, na região norte do estado.

O fuzil foi encontrado durante uma operação da PM e da Receita Federal. De acordo com a polícia, a arma estava em meio a uma carga de quase uma tonelada de maconha, escondida em meio a sacos de farinha.

Após a ação, a droga foi incinerada e as polícias Civil e Militar iniciaram uma disputa judicial para saber quem ficaria com arma.

A ação foi protocolada ainda em fevereiro. À época, a Polícia Civil afirmou ter carência de armamento adequado para fazer frente aos criminosos que atuam em crimes graves, como assaltos a bancos.

Apesar disso, a Polícia Militar justificou que poderia ficar com a arma para usar em ações voltadas para o combate ao crime, no setor de inteligência do batalhão.

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) se manifestou sobre o caso, recomendando que o fuzil fosse entregue à Polícia Militar, após registros legais feitos pelo Exército.

No documento, o juiz não chegou a explicar as razões da determinação, mas determinou que a arma se tornasse patrimônio da Polícia Militar.

Mais informações na programação da Rádio Cultura AM 930

(Via G1 Paraná)

APOIO

SOBRE

No Portal Cobra News você acompanha as últimas notícias do Paraná, do Brasil e do mundo. Só aqui você encontra informação com credibilidade sobre cultura, política, educação, policial, variedades e muito mais.

Cobra News, a notícia certa!

Sistema Cobra de Comunicação:

NOTÍCIAS

CLUBE DE OFERTAS

FALE CONOSCO

Preencha o formuário abaixo para falar com nossa equipe. Ou se preferir envie sua mensagem via WhatsApp para o número: (43) 99924-1071




© 2020 Cobra News - Todos os direitos reservados.